a

Tecnologia que interessa!

Tecnologia da informação aplicada - por Christian Guerreiro.

Notícias e novidades em Tecnologia da Informação, Dicas de Apps para Android e iPhone, Big Data, Computação em Nuvem, Governança de TI, ITIL, COBIT, Segurança, Software Livre, Virtualização

Página do Tecnologia que Interessa no Facebook! Twitter do Tecnologia que Interessa! Perfil Google+ de Christian Guerreiro - Tecnologia que Interessa! Receba artigos legais como este!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Salvando vidas e economizando com Big Data


Em mais um exemplo claro do "poder" do Big Data, neste caso com uma ênfase muito importante para o aspecto da "Ciência de Dados" (Data Science para os gringos), um projeto desenvolvido pelo Centro de Ciência de Dados da Universidade de Washington está sendo usado num hospital com muito sucesso!

O projeto, chamado Risk-O-Matic, utiliza técnicas de aprendizado de máquina para prever, através de um indicador de risco, se um paciente que acabou de passar por um tratamento vai retornar ao hospital em pouco tempo (menos de 30 dias, por exemplo) por conta do mesmo problema, dentre outras possibilidades.

Para isso são usados muitos dados sobre o histórico médico e perfil do paciente compostos por mais de 100 atributos, que são analisados através de aplicações web e móveis.

Este tipo de projeto é de especial interesse do governo dos EUA e dos hospitais de lá por conta do famoso Obamacare, o programa de saúde que remunera hospitais com base na melhora dos indicadores de saúde, cujos custos chegam a 15 bilhões/ano apenas por conta do retorno aos hospitais, em menos de 30 dias, de 25% dos pacientes que acabaram de passar por tratamentos cardíacos. A idéia do governo é remunerar melhor hospitais que ajudarem a melhorar estes indicadores.

O projeto é ainda mais promissor por se tratar de iniciativa genérica, que pode ser aproveitada por qualquer governo, hospital, etc, de forma que os pesquisadores estão estudando montar uma empresa pra comercializar a solução, que também pode ser integrada a outras soluções médicas do mercado.

Fico cada vez mais fascinado por este novo mundo de possibilidades que se apresenta a partir das tecnologias de Big Data.

Quer conversar mais a respeito deste fascinante tema ? Deixe seu comentário aqui!

Via GigaOM.
Mais...

Vem aí a #BitTorrent TV

BitTorrent TV


Segundo o GigaOM, a BitTorrent está ressuscitando sua tecnologia de streaming com foco em smartphones através da iniciativa BitTorrent TV, e está contratando desenvolvedores para trabalhar no produto, que é resultado do redirecionamento de esforços anteriormente voltados para um plugin de navegador mal sucedido.

Não sei se há muitos apps de streaming P2P para smartphones, mas vejo muitas aplicações para um app deste tipo.
Mais...

Chromebooks: Google vs Microsoft!

Chromebooks Google vs Microsoft

Eu sempre achei que Chromebooks são uma versão (talvez até piorada) dos netbooks. Baixo desempenho, recursos limitados e dependência da web que, especialmente em terras tupiniquins, pode ser motivo de dor de cabeça.

É bem verdade que a plataforma têm evoluído, e embora ainda não "encha meus olhos", já fez com que a Microsoft voltasse suas atenções para este segmento, oferecendo produtos pra concorrer com a Big G.

Pelas especificações da imagem, dá pra imaginar que possamos ter a partir de agora chromebooks viáveis, especialmente pelo uso de SSD pra compensar a falta de capacidade de processamento (é só pra mim que a palavra Celeron soa muito mal ?). Mais memória também não faria mal, afinal os navegadores web estão cada dia mais gulosos, então mesmo que esta seja a única aplicação utilizada, faz sentido oferecer mais recursos.

Isso sem falar nos preços bem agressivos (lá, claro). Como diria um amigo: curti!

Sejamos mais generosos, fabricantes, ok ? Os consumidores agradecem!

E então, você acha que os Chromebooks têm futuro ? Ou vão ter vida breve como os netbooks ?
Mais...

Amazon mostra que serviços de leitura via smartphone e web são o futuro!


Os testes que a Amazon iniciou com o serviço "Kindle Unlimited", que oferece um catálogo com milhares de livros por uma assinatura mensal de U$9,99 mostra que há futuro para serviços de streaming de livros como os muitos que já citamos aqui, incluindo serviços de livros por email e via smartphone ou web.

Embora o modelo seja diferente dos serviços que já citamos aqui, entendo que a oferta de um serviço ilimitado de leitura de livros por um gigante como a Amazon deixa claro o quanto o mercado é promissor, e portanto vejo espaço para diversas opções de modelo de consumo.

Particularmente, gosto da idéia de ter acesso ao livro em partes, periodicamente, de acordo com minha conveniência e tempo disponível, com a possibilidade de ajustar as preferências de maneira simples e dinâmica. Se o app do Kindle tivesse este tipo de funcionalidade, acredito que se tornaria um app "matador"!

E você, concorda comigo ?
Mais...

Google cataloga mais de 400 apps pro chromecast

Apps para chromecast

Como já mencionamos aqui, o Chromecast é mais que um gadget, sendo uma plataforma para aplicações diversas cujas possibilidades são ampliadas a cada dia.

Em mais uma prova do crescimento do "ecossistema chromecast", a Google passou a catalogar as aplicações compatíveis com o dispositivo, e a lista já conta com mais de 400 itens, classificados de acordo com a plataforma (iOS, web ou Android).

Confira a lista completa no site do chromecast.
Mais...

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Programa da AT&T permite que empresas "banquem" usuários móveis em troca de propaganda

Numa manobra controversa, a AT&T, através do seu programa Sponsored Data, está permitindo que empresas "patrocinem" o consumo de dados dos usuários, de forma que os dados trafegados que estejam relacionados aos serviços fornecidos pela empresa patrocinadora não entram na conta do cliente no fim do mês.

Algumas empresas estão usando este programa da operadora americana para oferecer apps e, claro, propaganda a usuários interessados em economizar no consumo de dados. Empresas do mundo cinematográfico podem oferecer trailers gratuitos e companhias de seguro podem oferecer vídeos instrucionais, por exemplo. Por enquanto, os gigantes do mercado não estão envolvidos (diretamente) neste tipo de programa, mas no futuro próximo...

A iniciativa da AT&T despertou discussões éticas em torno da possibilidade de que empresas com capital suficiente possam usar o programa para controlar o acesso de usuários móveis a diversos serviços e, pior, comprometer a inovação, sufocando empresas sem capital e impedindo que seus conteúdos alcancem o consumidor.

Não sei como o Marco Civil brasileiro trata a questão, mas tenho plena convicção de que é necessário estar atento a este tipo de situação, pois seria um risco alto para a neutralidade da internet. No caso americano, o programa é viabilizado pelo fato de que a neutralidade não se aplica a redes wifi privadas.

E você, o que pensa a respeito ?

Via GigaOM.
Mais...

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Copa 2014 e ITIL: e se a seleção fosse um serviço de TI ?


A Copa 2014 acabou, sem o vexame máximo da Argentina campeã, mas com a marca da decepção trazida pelas partidas desastrosas da seleção canarinho contra a grande campeã Alemanha e a terceira colocada Holanda. Interessante notar o paradoxo entre as expectativas, ambas não confirmadas, de sucesso dentro e caos fora de campo. Mas vamos ao que interessa, afinal é disso que tratamos por aqui, não é mesmo ?

Desde aquela fatídica terça-feira, reflito sobre o aprendizado que poderíamos tirar dali. Afinal, toda situação ruim é uma oportunidade de aprendizado e evolução, melhoria, aprimoramento. É importante saber aproveitar, e por isso resolvi traçar um paralelo entre o que ocorreu no dia 8 de julho e a principal referência em governança de TI adotada mundialmente, o ITIL.

Deixo claro desde já que o objetivo deste texto é, essencialmente, didático, permitindo aproveitar a tragédia para tirar lições que podem ser mutio úteis no dia a dia de qualquer departamento de TI. De todo modo, fiquem à vontade para discordar e até mesmo criticar as idéias que expresso aqui. É da discussão saudável que surgem idéias e resultados melhores.

Assim, comecemos pela seguinte pergunta, que representa a analogia desejada:

E se a seleção fosse um serviço de TI que, na hora H, falha miseravelmente ?

Quais as possíveis causas para a falha ? Quais processos devem ser melhorados para evitar novas situações semelhantes ? Elegi algumas das possibilidades que julguei mais interessante analisar.

Estratégia do Serviço

Nesta fase do ciclo de vida do serviço estão os serviços que, como o nome da fase sugere, vão permitir a definição de uma estratégia para a oferta de serviços de TI na organização, bem como (em nossa analogia) da estratégia de jogo para a seleção brasileira durante a copa do mundo.

Vejo uma falha evidente aqui, identificada a partir da menção (sutil, é verdade) do ex-técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, na entrevista após os 7 x 1, quando disse que as seleções adversárias estavam melhor do que poderiam (eles, a competentíssima comissão técnica da seleção) imaginar.

Estudar a concorrência é uma das etapas envolvidas na construção da estratégia para o serviço, conforme diz o ITIL: "...atuais e potenciais concorrentes, e os objetivos que irão diferenciar o valor do que o prestador faz ou como faz".

Assim, fica claro que o estudo das seleções participantes da copa do mundo não foi feito de forma adequada, gerando as surpresas desagradáveis que presenciamos.

A lição que fica é da importância de estar atento à concorrência. Há serviços no mercado equivalentes àqueles oferecidos pela empresa ? Quais as suas características, limitações e diferenciais ? Como a empresa pretende estruturar seus serviços pra lidar com estas questões ?

Desenho do Serviço

Na fase de desenho estão processos que eu classifico como de "planejamento técnico", pois representam a especificação de um plano detalhado (o Pacote de Desenho do Serviço) que descreve todos os passos necessários para colocar em funcionamento um serviço com qualidade.

É possível identificar falhas em alguns processos desta fase, a começar pelos que considero mais críticos: Gerenciamento de Disponibilidade e Continuidade.

Claramente, a seleção não estava preparada para perder jogadores importantes (indisponibilidade), e pior, não tinha a menor condição de lidar com o "desastre" de perder seu principal craque.

Isto ilustra a importância de ter mecanismos de contingência, e deixa claro que imprevistos, mesmo os mais improváveis, acontecem, e estar preparado pra isso pode fazer uma enorme diferença. Assim como não estar preparado para um desastre levou ao fracasso da seleção, pode levar ao fracasso de uma organização.

Quem nunca ouviu a história das empresas que não tinham contingência quando do ataque terrorista de 11 de setembro de 2001, ou pior, as que tinham contingência na outra torre. Não basta ter "qualquer" contingência, portanto. É necessária uma contingência adequada para suprir as necessidades da organização.

Claro que, no caso da seleção, não dava pra deixar um "Neymar reserva" à disposição, mas acredito ser possível ter um esquema de jogo preparado (e principalmente treinado!) para jogar sem nosso maior craque. Até porque era previsível que o craque fosse caçado em campo, e naturalmente seria necessário poupá-lo ao menos em parte dos jogos.

Já o caso Thiago Silva é mais grave, pois a suspensão por cartão amarelo é algo relativamente comum em qualquer campeonato, então era natural supor que alguns dos jogadores mais importantes da seleção, notadamente os envolvidos com a marcação dos adversários, seriam advertidos com cartão amarelo e possivelmente suspensos de alguma partida.

A lição que tiramos aqui diz respeito à necessidade de avaliar os recursos críticos de TI e prover mecanismos de contingência para os mesmos. No mundo atual, onde praticamente qualquer ação envolve uso de tecnologia, contingência é palavra de ordem, pois o serviço não pode parar.

Ainda na fase de desenho, podemos considerar algumas falhas nos processos de Gerenciamento de Capacidade e Nível de Serviço.

No primeiro caso, podemos fazer uma associação com o "caso Fred", afinal de contas, a estratégia de jogo da seleção exigia a presença de um centroavante, e portanto este "recurso" deveria ter capacidade suficiente para a necessidade do negócio (da competição, neste caso). A substituição deste recurso por outro como tentativa de ampliar a sua capacidade se mostrou ineficaz, o que demonstra que o conjunto de recursos disponível não era capaz de atender à necessidade.

No segundo caso, foi possível perceber uma falha na avaliação do desempenho de vários jogadores, que mesmo não rendendo não eram substituídos, indicando que os métodos de medição de desempenho da comissão técnica divergiam dos que são comumente utilizados. Isto pra não supor o caso extremo de "serviços" que sequer teriam SLAs definidos.

Transição do Serviço

Nesta fase encontram-se os processos que apoiam a efetiva execução das ações necessárias para colocar novos serviços em funcionamento, ou ainda realizar alterações em serviços existentes, e até mesmo desativar serviços.

Assim, vamos considerar os processos desta fase à luz da principal mudança realizada na seleção durante a copa do mundo: a mudança de escalação para o jogo contra a Alemanha.

Podemos especular se os 7 R's teriam sido considerados: requisitante, razão para a mudança, retorno esperado, riscos envolvidos, recursos necessários, responsável pela execução, relação com outras. Entendo que havia razão para as mudanças e o responsável era capaz, mas os riscos envolvidos não foram considerados devidamente, daí a não concretização do resultado esperado. A tentativa de surpreender a Alemanha se revelou uma decisão equivocada.

A lição que fica aqui é quanto à necessidade de avaliar com máximo cuidado os riscos envolvidos em qualquer mudança, de forma a garantir que serão tomadas todas as medidas necessárias para lidar com os mesmos da melhor maneira possível.

Operação do Serviço

Nesta fase estão os processos envolvidos na manutenção dos serviços em funcionamento dentro das condições desejáveis.

Entendo que poderíamos considerar incidentes a contusão de Neymar e o cartão de Thiago Silva, cuja solução exigiu a mudança na escalação que citamos anteriormente.

Melhoria Contínua do Serviço

Nesta fase está o processo que é vital para o futuro da qualidade de qualquer serviço de TI, na medida em que é através do processo de melhoria em sete etapas que se constrói a análise das situações identificadas que representam oportunidade de evoluir e aprimorar a qualidade dos serviços de TI.

Neste sentido, entendo que este é o ponto crucial para o futuro do futebol brasileiro, na medida em que a correta análise dos acontecimentos desta copa do mundo podem resultar na reformulação necessária que leve ao sucesso que tanto desejamos nas competições que se aproximam: Eliminatórias e Copa América em 2015, Copa América e Olimpíadas em 2016 e Copa do Mundo em 2018.

A lição que fica aqui é que as maiores catástrofes podem representar as melhores oportunidades para realizar mudanças importantes (às vezes drásticas) para que se amplie a qualidade dos serviços de TI.

E você ? Concorda com as opiniões que expus aqui ? Quero muito saber o que pensa a respeito!

Quer saber mais sobre ITIL 2011 e se preparar pra certificação ? Confira abaixo!
Mais...

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Roku vs Chromecast vs Apple TV: quem vai ganhar sua sala de TV ?


Como já noticiamos aqui desde 2009, a tendência de substituir a TV a cabo pela TV via Internet segue forte, e já se desenham alguns dos concorrentes de peso neste mercado promissor que é a nossa querida sala de estar.

Para minha surpresa, a briga não se restringe a Google e Apple, sendo o Roku o aparelhinho mais vendido nos EUA em 2013, com 8 milhões de unidades, enquanto Google e Apple venderam, respectivamente, 3,8 e 2 milhões de chromecasts e Apple TVs. Surpreendente, não ?

Pena que o Roku, que alega oferecer mais de mil canais a mais que a concorrência, ainda não esteja disponível no Brasil. A briga promete!

Via GigaOM.


Mais...

Seguidores

Do not speak portuguese ? Translate the blog!

Tecnologia do Blogger.

Pesquise filmes, música, jogos, livros e programas!

-->

Featured FREE Resource: