Por que piratear software que tem equivalentes de qualidade ?

Esta foi a pergunta que me fiz ao ler a reportagem do Terra sobre o relatório anual antipirataria da SIIA (Software
and Information Industry Association
), que relaciona os softwares mais pirateados durante 2007.

O relatório mostra que a lista inclui, entre os programas pirateados nas empresas, Norton Anti-Virus, Adobe Acrobat,

Symantec PC Anywhere, Adobe PhotoShop, Autodesk AutoCAD, Adobe DreamWeaver, Roxio Easy CD/DVD Creator, Roxio Toast Titanium, Ipswitch WS_FTP e Nero Ultra Edition. E, entre os programas pirateados "em casa", baixados via Internet, McAfee VirusScan, Symantec Norton Anti-Virus, McAfee Internet Security Suite, Intuit TurboTax, Adobe Photoshop, Adobe Acrobat, Intuit Quicken Home and Business, Symantec Norton pcAnywhere, Symantec Norton Ghost e Adobe Creative Suite.

O que achei mais interessante nisso tudo é que, para a grande maioria dos programas pirateados, há equivalentes com qualidade similar, software livre e/ou gratuitos (freeware), senão vejamos:

- Antivírus: Avast, AVG, ClamAV.
- CAD: OpenCAD e muitos outros aqui.
- Gravação de CD/DVD: InfraRecorder (eu utilizo!) e muitos outros.
- Acesso remoto: VNC e suas variações.
- Firewall pessoal: Sygate, Comodo, ZoneAlarm e outros.
- Edição de imagem: GIMP, Gimpshop e outros.
- Controle financeiro: GNUCash, Grisbi, e outros.
- Edição de páginas web: Quanta, Bluefish, e outros.

Pode-se argumentar que alguns dos softwares pirateados têm qualidade comprovada, são os melhores na sua categoria, oferecendo mais recursos e funcionalidades avançadas, o que (teoricamente) explicaria a pirataria. Mas eu sou capaz de apostar que a maioria das pessoas que pirateia estes programas não utiliza, e mais, sequer sabe utilizar, os recursos mais sofisticados que estas ferramentas oferecem.

Com isso, consigo imaginar duas possibilidades: ignorância e preguiça. No caso da ignorância, por desconhecimento, a pessoa, não sabendo que existem outras opções e não estando disposta a pagar pelo programa conhecido, pirateia. E no caso da preguiça, o indivíduo até sabe que existem (ou podem existir) outras opções, mas simplesmente não quer ter o trabalho enorme de googlar (é, Google virou verbo) "editor imagens gratuito" e simplesmente copia aquele CD/DVD do Photoshop que o amigo emprestou.

O que vocês pensam a respeito ? Comentem!

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!