Inventário de estações "na unha" ?

Todo mundo sabe (ou deveria saber) que hoje em dia existe ferramenta para praticamente tudo que se possa imaginar. E quando se trata de inventário não é diferente: CACIC e OCS são dois exemplos de ferramentas livres e de qualidade, e há inúmeras outras opções, desde soluções de grandes fabricantes, como Tivoli e Unicenter, até soluções como o recente Spiceworks, que tem sido muito comentado na web. Diante disso, o que levaria alguém a precisar fazer inventário "na unha" ? Essa é a questão que tento responder desde que vi o artigo do Administrando Redes, que sugere um script WMI para fazer inventário via GPO. É muito interessante e útil para entender WMI e utilizar o conhecimento para desenvolver soluções pontuais, como checar alguma característica específica de uma máquina durante o logon. Mas não vejo como uma solução de inventário, afinal, há todo um trabalho, principalmente no que se refere a relatórios, muito bem desenvolvido nas soluções já citadas, e que não justificam um retrabalho a partir de arquivos texto identificados com o nome da máquina, não é verdade ?

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!