Entendendo o "User State Virtualization" da Microsoft

O conceito de virtualização é muito amplo e pode ser aplicado a uma gama incrível de situações. O User State Virtualization é um bom exemplo disso, e pode ser interessante para ambientes corporativos baseados em Windows, um cenário comum a muitas empresas mundo afora.
A idéia do USV é possibilitar a virtualização do "estado" do usuário, onde este estado é composto dos seus dados e configurações, que devem acompanhá-lo onde quer que ele faça uso de recursos computacionais para ter acesso a aplicativos e serviços. A excelente série do Windows Networking (parte 1 e parte 2) traz uma explicação detalhada que demonstra como combinar recursos como perfis de usuários (sejam ambulantes, mandatórios, temporários ou locais), arquivos offline redirecionamento de pastas para atender a diversos cenários, incluindo migração e/ou alternância de desktops, backup centralizado hot desking.

Siga-nos no Twitter!
Receba os textos via e-mail ou RSS!

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!