#FISL 12: #Zabbix, Zabbix, Zabbix

Parece que o Zabbix está se tornando "a" solução livre para monitoramento de ambientes. Todas as palestras que tocavam no assunto monitoramento usavam o Zabbix como exemplo, e duas palestras foram especificamente sobre a ferramenta.

Gestão e monitoramento de redes e dispositivos com Zabbix

A palestra do Rafael (@gomex) foi bem didática, mostrou como configurar hosts, itens, triggers e actions, e contou com a presença ilustre do criador da ferramenta, Alexei Vladishev, o que deixou o palestrante bem nervoso. Calma, Rafael!

A idéia do Zabbix é ser uma solução robusta para monitoramento de "qualquer coisa", da mesma maneira que o Nagios (reconhecido por sua versatilidade), porém sem problemas como a ausência de uma interface nativa para facilitar a configuração, que muitas vezes depende da edição manual de diversos arquivos.

A palestra mostrou como o Zabbix oferece uma plataforma excelente para monitorar ambientes de diversos portes, e aponto a seguir as razões para isso:
  • Interface web consistente e funcional;
  • Autodiscovery;
  • Templates que facilitam a configuração do monitoramento de muitos itens;
  • Agente poderoso que permite monitorar qualquer informação que possa ser coletada nativamente ou via script;
  • Possibilidade de monitoramento agentless, via SNMP;
Experiência da Dataprev com ferramentas de monitoramento

A pesar do termo ferramentas, a palestra abordou apenas o Zabbix e as "peripécias" do pessoal da Dataprev, que fez algumas coisas bem legais. É verdade que não vi a palestra desde o início, então posso estar enganado, mas acredito que não.
O Elemar deu várias dicas interessantes, que listo a seguir:
  • Evitar o uso dos user-parameters pois podem causar degradação do desempenho no monitoramento;
  • Configurar o agente no modo ativo, onde são relacionados os itens que devem ser monitorados e a periodicidade, e o agente se encarrega de tudo, sem a necessidade do servidor solicitar as informações;
  • Usar o zabbix-sender para enviar ao servidor as informações coletadas de maneira otimizada;
Foi demonstrado também como monitorar a temperatura do datacenter com uma série de termômetros baratinhos ("made in china"), permitindo identificar até o fluxo de pessoas a partir da variação de temperatura, e ainda o monitoramento de scripts de backup e aplicações web (usando o jmetter).

Conclusão

Coincidentemente, estas palestras vieram num momento em que estamos rediscutindo os processos e ferramentas que utilizamos para monitorar nosso ambiente, assim acredito que já temos um caminho a seguir.
Siga-nos no Twitter! ou Buzz
Receba os textos via e-mail ou RSS!
Confira outros textos sobre o tema!

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!