#FISL 13: #BI simplificado com #Pentaho

/, Business Intelligence, FISL 13, noticias-tecnologia, Software Livre/#FISL 13: #BI simplificado com #Pentaho

#FISL 13: #BI simplificado com #Pentaho

O André Luís Coelho da Silva (@andrewise), da Caixa, fez uma palestra bem interessante, mostrando a experiência dele na Caixa com soluções de BI. Vamos às observações.

  • Grandes iniciativas falharam – BI, DW, DM, Business Objects, Hyperion não deram o resultado esperado;
  • Faltou estratégia – gestores de produto/negócio não sabem o que querem!
  • É difícil encarar o chefe do chefe do chefe e dizer: você está viajando!
  • O problema não estava na TI, nem na ferramenta;
  • O que está errado ?
    • Não sabemos (TI) perguntar!
    • Temos dados demais;
    • Gestores não gostam das respostas;
  • Soluções de BI obrigam gestores a agir, ao revelar os fatos! Alguns gestores não querem isso;
  • Dicas
    • Começar pequeno;
    • Atenção a dados dormentes – “dormem” no banco de dados, ninguém usa, e podem chegar a 80%;
    • Equipe técnica qualificada;
    • Suporte (no caso da CAIXA, fornecido pela 4Linux);
  • Pentaho
    • Uma ferramenta, vários usos: ETL, Estatística, Redes Neurais, Big Data;
    • O usuário não quer um sistema, quer informação para tomada de decisão;
    • Case:
      • Programação em COBOL para extrair dados do mainframe;
      • Dados distribuídos para gestores (Pentaho + PostgreSQL);
      • Há relatórios pré-formatados, mas não são o foco principal;
      • Gestores usam diretamente a ferramenta, pois ELES entendem do negócio, e querem construir suas próprias visões e análises dos dados;
      • Usam ferramenta proprietária de ETL por conta do volume de dados (petabytes!), mas estão testando o Pentaho;
      • Aproveitaram conhecimento dos “micreiros” da CAIXA que estavam na área fim;
      • 3 áreas com cerca de 500 profissionais desenvolvendo software, mais 9 contratos de fábrica de SW;
      • BI descentralizado (nichos) usando Pentaho;
      • BI centralizado ainda usa Business Objects e Hyperion, mas também Pentaho;
      • BI personalizado usando Pentaho e outros;
  • Resumo
    • Dividir necessidades de informação em conjuntos menores, verticalizando, buscando minimizar erros;
    • Pentaho oferece versatilidade;
    • Simplificar para facilitar as perguntas e respostas dos gestores;
    • Suporte da Pentaho para projetos maiores.

O recado foi claro: o Pentaho é versátil, e pode substituir soluções comerciais reconhecidas no mercado e facilitar o uso do BI pelos gestores.Siga-nos no Twitter!Curta nossa página no facebook!Receba os textos via e-mail ou RSS!Confira outros textos sobre o tema!

About the Author:

Deixe uma resposta