A Canonical anunciou a versão para smartphones do Ubuntu, que, embora tenha perdido algum espaço no desktop em razão das mudanças adotadas forçosamente pela empresa de Mark Shuttleworth, incluindo a “briga” com o GNOME e a adoção intransigente do Unity, tudo agora se explica, na minha opinião, em nome de um ambiente mais integrado, familiar e intuitivo no desktop, notebook e smartphone. Vejamos algumas características do novo sistema:
  • Sem bloqueio – não há “tela de bloqueio” no Ubuntu para smartphones, ao invés disso são exibidas informações num “círculo da vida”;
  • Navegação por gestos – gestos como arrastar o “canto” da tela da esquerda pra direita, cima pra baixo e vice-versa, ativam funções como lista de aplicativos em execução, menu (Unity) com aplicativos mais usados e notificações;
  • É possível acoplar monitor e teclado e ter uma versão “full” do Ubuntu;
  • Recursos de pequisa (inclusive por voz) estão disponíveis a partir de uma versão melhorada da “dash”;
  • Aplicações HTML5 por padrão, com suporte a aplicações nativas através do SDK;
  • Dispositivos com o sistema devem ser lançados no final deste ano e início de 2014, mas por enquanto é possível experimentar o sistema, caso possua um Samsung Galaxy Nexus.

Penso que a estratégia da Canonical é acertada, afinal o sistema que não rodar em smartphones e tablets estará fadado a se tornar sistema de nicho, e saindo na frente das demais distribuições é mais provável que se torne a escolha óbvia daqueles que querem uma plataforma aberta e estejam insatisfeitos com a Google e seus tentáculos.Mais informações no Tech & Net. Via Pasquale News 😛

Curta nossa página no facebook!