Ultrabook/Notebook AMD, Core i3, i5 ou i7 ?


Estou pesquisando opções de ultrabook/notebook para montar um "lab on a chip" (será que inventei o termo ?), e tive algumas dúvidas, principalmente sobre a possibilidade de que um sistema com o processador Intel core i5 fosse suficiente, por isso resolvi buscar mais informações sobre o assunto, e o resumo do que encontrei segue abaixo.

Core i3 - uso "doméstico" (acessar a web e executar programas de escritório, embora possa servir pra jogos com uma boa placa de vídeo)

Os processadores Intel Core i3 3220-3240 são dual-core, construídos em processo de fabricação 22nm, têm Hyperthreading, mas não têm Turbo Boost. Trazem processador gráfico embutido, a maioria deles HD Graphics 2500 (exceto a 3225 que tem HD Graphics 4000).

Core i5 - uso "profissional" (execução de aplicações mais pesadas - 3D, edição de vídeo e execução de máquinas virtuais, com limitações)

Os modelos do processador Intel Core i5 3330-3570 são quad-core, construídos em processo de fabricação 22nm (melhor eficiência de energia), têm a tecnologia Turbo Boost, mas não Hyperthreading. Trazem processadores gráficos HD 2500 e 4000.

Core i7 - uso "hard" (execução de aplicações realmente exigentes - 3D, edição de vídeo, virtualização e jogos em resolução máxima)

Os modelos atuais do Intel Core i7 compreendem duas linhas de produtos diferentes, e assim exigem motherboards diferentes e têm diferentes capacidades. O Core i7 3770 geralmente se encaixa nas placas-mãe do i3 e i5, é construído com o processo de 22nm, tem quatro núcleos, Hyperthreading, Turbo Boost e HD Graphics 4000. Também é relativamente barato quando comparado a outros modelos i7.

Os modelos Core i7 3820-3970 podem ser de quatro núcleos ou seis núcleos, construídos em processo de 32nm, têm Hyperthreading e Turbo Boost, mas não têm placa gráfica embutida.

AMD

Encontrei alguns testes com processadores AMD, especialmente a linha FX, mas eles são entre 10 e 20% mais lentos que os Core i7. Pode valer a pena se não quiser gastar muito e não precisar de tanto desempenho, mas só encontrei um modelo de notebook AMD FX no Buscapé. Em compensação, custava menos de R$ 2 mil.

Conclusão

Pelo que vi dos testes e análises que li, a 3ª geração de processadores da Intel, "Ivy Bridge", não acrescenta muito em termos de desempenho, trazendo apenas pequenas melhorias, por isso pode valer a pena comprar um processador Sandy, especialmente se o preço for convidativo.

O modelo Core i7 3770 representa a melhor opção em termos de custo/benefício se você precisa de alto desempenho, mas o preço é salgado, em torno de R$ 3 mil. Se não tiver esta grana, melhor tentar um Core i5, especialmente se for usar pra jogar, pois aí é mais importante uma placa de vídeo de alto desempenho que um processador.

Se for usar para testes, montar um lab (meu caso), melhor caprichar na memória e no HD, pois máquinas virtuais exigem muito espaço. Estou pensando num Core i7 ou i5 com 8 GB de RAM e 750 GB a 1 TB de HD, se possível com um SSD de 24 ou 32 GB pra "acelerar", mas aumenta bastante o custo.

Bom, é isso. Espero que as informações sejam úteis.

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!