A folha traz uma reportagem que mostra que eu não sou maluco!!! Só pareço 🙂

A idéia de livros em “pílulas” é a confirmação de que os serviços que utilizo há anos representam uma tendência e mudança de paradigma na leitura de livros através da web.
Sempre achei que a idéia de ler livros em pequenas partes é uma opção interessante pra muita gente que não tem tempo, como eu, mas que usa dispositivos móveis e a web com frequência e pode se aproveitar disso pra ler de forma “oportunística”.
Vejo benefícios neste tipo de serviço e acho que é questão de tempo até a “massa” enxergar estes benefícios também e este mercado decolar. Se bem que, a julgar pela quantidade de opções, diria que o mercado já começou a deslanchar.

Confira abaixo algumas opções de serviços:

DailyLit – oferece livros gratuitos e pagos por e-mail, com opções de periodicidade e tamanho dos trechos a serem enviados. Uso há bastante tempo e recomendo!

Dripread – oferece livros gratuitos e a possibilidade de enviar seus livros pra lá.

GetAbstract – se entitula uma biblioteca de resumos, e aparentemente oferece trechos gratuitos diariamente.

Rooster – o mais novo lançamento na área, oferece trechos de 15 minutos de leitura através de um app pra iPhone.

My Harvard Classics – oferece uma espécie de curso baseado na leitura de clássicos, e dezenas de livros gratuitos.

Dear Reader – oferece trechos de livros uma vez por semana.

Oyster – oferece acesso ilimitado a livros, online e offline, mas não é gratuito. Um mês para teste.

Scribd – por $8,99 ao mês, acesso ilimitado a livros.

Confira os serviços brasileiros aqui.