Como ganhar R$ 28 mil por 4 semanas de trabalho remoto (em 6 passos simples)!


Você leu correto. U$12.800,00 ou cerca de R$28.300,00, por 4 semanas de trabalho. Mas não, eu não ganhei esta grana. Recebi a proposta através do Skillbridge, mas não aceitei, por vários motivos que não convém descrever aqui, pelo menos não hoje.

O Skillbridge é um dos muitos sites para freelancers, consultores e profissionais em busca de oportunidades que já citamos aqui, mas que se parece muito com o Maven, pois também oferece propostas diferenciadas, pois busca identificar profissionais com perfil de experiência e conhecimento que superem as expectativas dos clientes, garantindo maior satisfação e, consequentemente, lucro.

Mas o que quero chamar a atenção com este texto é que, hoje em dia, o profissional preparado pode encontrar oportunidades em qualquer lugar do mundo. Neste caso específico, a proposta veio de Los Angeles, EUA.

Mas como fazer pra receber uma proposta dessas na sua caixa de mensagens ? Veja abaixo os passos que eu sugiro.

1 - Mantenha seu currículo atualizado

Inicialmente, sugiro que se cadastre nos sites indicados e forneça o máximo possível de informações sobre sua experiência profissional, que é o item mais relevante para este tipo de serviço.

Mantenha atualizado também sua experiência profissional no LinkedIn. Aliás, desconfio que foi a partir das informações do LinkedIn que meu currículo foi selecionado pelo Skillbrigde, pois o serviço oferece integração com a rede social para login no site e preenchimento do cadastro.

Mas não basta informar as empresas em que trabalhou, o mais importante é o tipo de projetos que realizou, e o que destacaria nestes projetos, qual a relevância deles. Isto pode facilitar o contato com uma empresa em busca de um profissional com experiência num trabalho específico.

Foque no que você sabe fazer melhor, naquilo que você considera que é "a sua praia", pra evitar projetos mal sucedidos, insatisfação e, consequentemente, menos oportunidades no futuro.

2 - Estude mais e melhor

Nunca foi tão fácil ter acesso a informação de qualdiade. A Internet está repleta de blogs, revistas digitais, artigos científicos, MOOCs gratuitos com os maiores especialistas do mundo e outras fontes de informação confiável, basta saber garimpar o melhor da web.

Mas ter acesso à informação é apenas parte do processo. É necessário transformá-la em conhecimento que possa ser aplicado em projetos e atividades reais no futuro (no presente seria o ideal).

Pra facilitar a assimilação das informações, há opções interessantes como os apps que melhoram a capacidade de leitura e memorização, além de outras técnicas que vão te ajudar a assimilar melhor e mais rapidamente o vasto conjunto de informações disponíveis, aumentando sua chance de se tornar um autodidata.

É importante também organizar os estudos, incluindo definir horários, intervalos e frequência dos estudos, bem como a forma (áudio, vídeo, texto, etc). Eu descobri que os engarrafamentos são um grande aliado dos estudos, se você conseguir fontes em áudio sobre o tema do seu interesse. No meu caso, converti vídeos de treinamentos em áudio e ouvia no carro. Aprendi muito assim nos últimos meses.

3 - Se mantenha atualizado

Conhecer as tendências de mercado, especialmente na área de sua especialidade, é fundamental para ter acesso a boas oportunidades. Quando um cliente ou potencial empregador entra em contato com você, seja por e-mail, numa rede social ou numa entrevista de emprego, uma avaliação inicial da sua experiência é feita a partir das informações que você disponibiliza.

Por isso, a dica é monitorar as tendências na área de sua especialidade. E pra isso, um dos caminhos mais fáceis é usar os alertas do Google para monitorar tendências

Utilizar as redes sociais para se conectar com especialistas na sua área de atuação é outra opção interessante, e neste caso fica bem mais fácil de você usar alguma ferramenta para gerenciamento de perfis em redes sociais.

4 - Encontre as melhores fontes de informação

Este é um dos assuntos mais recorrentes desde que o blog foi criado, seja indicando fontes confiáveis para pesquisas ou ferramentas para acesso a feeds RSS.

Descobrir fontes de informação confiáveis sobre o assunto no qual se deseja especializar é uma das coisas mais importantes para garantir melhores resultados, por isso não subestime este passo. Dá um pouco de trabalho, mas vale a pena.

Identifique os especialistas na área de seu interesse e siga-os nas redes sociais. Identifique os termos relacionados aos temas do seu interesse através de pesquisas na web, relacione sites e blogs especializados no assunto e acompanhe.

É importante levantar uma quantidade razoável de fontes (pelo menos 10), não apenas para ter visões diferentes sobre o assunto, mas também para analisar as fontes que são mais úteis pra você, seja pela forma com que o assunto é abordado, nível de profundidade, forma de escrita, etc. Com o tempo você pode perceber que umas fontes são mais úteis que outras, e não hesite em descartar as fontes menos úteis, pois seu tempo é precioso e deve ser usado da maneira mais produtiva possível.

5 - Seja mais produtivo

E falando em produtividade, esse é um dos problemas que surge quando se tem acesso a muita informação. É grande o risco de ficar "afogado" em tanta informação. Por isso é importante organizar e priorizar as informações de acordo com sua importância e utilidade no curto, médio e longo prazo.

E não esqueça de colocar em prática o que aprendeu. Identifique ferramentas e aplicativos relacionados ao tema de seus estudos e instale, utilize e aplique seu conhecimento. Sem isso, você não vai adquirir o domínio necessário para se tornar referência e encontrar boas oportunidades.

Para ser produtivo, é importante se conhecer, para então identificar o período do dia em que os estudos "rendem" e conseguir melhores resultados. Utilize as técnicas que tiver a sua disposição para tornar seus estudos mais proveitosos e efetivos. Atenção especial para seu smartphone. Há uma infinidade de aplicativos para auxiliar no aprendizado, vale a pena pesquisar.

6 - Se diferencie (e se motive)

Se diferenciar, neste contexto, significa oferecer algo a mais em relação ao "normal do mercado". Pode ser através de um entendimento mais aprofundado de determinado assunto, ou entregando algo que surpreenda o cliente, etc. Pra isso é preciso dedicação. Muita dedicação.

Por isso, encontre um tema que seja do seu interesse. Algo que queira muito saber a respeito. Algo que queira saber muito a respeito. Sem isso não haverá motivação necessária pra ir a fundo e conhecer muito sobre o tema.

Uma frase muito legal que li recentemente é que se você não é capaz de ensinar a uma criança sobre algo, é porque você não conhece o suficiente. Use esta frase para avaliar se você está "pronto" para o mercado e para as oportunidades que deseja.

E você ? Tem alguma dica de produtividade pra compartilhar ? E sobre encontrar boas oportunidades ? Compartilha aqui com a gente!

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!