Lightwave e Photon: a abordagem da VMware para lidar com a tecnologia de containers

Lightwave e Photon: a abordagem da VMware para lidar com a tecnologia de containers 
Lightwave e Photon: a abordagem da VMware para lidar com a tecnologia de containers
A tecnologia de containers não para de ganhar força.

A idéia de compartilhar as bibliotecas do S.O. entre aplicações com isolamento lógico não é nova (falamos do OpenVZ desde 2010), mas o Docker simplificou o processo e criou facilidades que fazem toda a diferença para DevOps, resultando num repositório com mais de 30 mil aplicações "dockerizadas".

A coisa está tão séria que já há discussões a respeito da possibilidade de que a tecnologia de containers substitua o gerenciamento de pacotes. Recomendo a leitura dos posts do Rafael Gomes sobre o assunto.

Docker é a queridinha do momento, e traz outras soluções na esteira do seu sucesso. Ganhando cada vez mais espaço, estas soluções já incomodam gigantes como Google, Microsoft e VMware.

Não dá pra ignorar um software com mais de 13 milhões de downloads. Tanto que todo mundo correu pra implementar o suporte à tecnologia.


A Microsoft ajudou a levar o suporte ao Docker para o Windows.

E agora a VMware, que fez uma parceria com a Docker em 2014, chega com novidades.

A abordagem proposta pela Big V integra containers e VMs, aproveitando a maturidade da tecnologia de máquinas virtuais para resolver questões de segurança, administração e outras ainda mal resolvidas na tecnologia de containers.

O projeto Lightwave fornece uma infraestrutura de segurança que inclui serviços de autenticação com suporte a OAuth, LDAP, tokens, PKI e muito mais.

O Photon é uma distribuição Linux baseada em Suse e otimizada pela VMware, com suporte aos formatos Docker, rkt e Pivotal Garden para containers.

Conclusão

Entendo que a lógica da VMware faz muito sentido, pois embora a tecnologia de containers seja antiga, apenas recentemente ganhou força e passou a ser vista como tecnologia corporativa, o que demanda um outro nível de amadurecimento, e portanto faz sentido "pegar carona" na maturidade das máquinas virtuais.

Imagine ter que (re)desenvolver tecnologias de alta disponibilidade, tolerância a falhas, balanceamento de carga e segurança para containers, sendo que estas tecnologias já foram testadas e aprovadas pelo mercado corporativo, quando se trata de máquinas virtuais.

E você, o que acha ? VMs e containers podem funcionar bem juntos ? Eu acredito :)

Quer saber mais sobre Virtualização e VMware? Clique aqui.

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!