As 10 melhores opções de carteiras para criptomoedas (Bitcoin, Ethereum, Ripple, Litecoin, etc) em 2017

As 10 melhores opções de carteiras para criptomoedas (Bitcoin, Ethereum, Ripple, Litecoin, etc) em 2017

Já falamos sobre Bitcoin aqui no blog antes, e agora achei que seria oportuno dar atenção novamente a este assunto, já que voltei a estudar o tema e fazer alguns investimentos.

Além disso, é possível aprender muito sobre tecnologias inovadoras, disrupção e segurança da informação através do estudo das criptomoedas.

E, se você já investiu alguma vez num fundo de renda fixa do banco, Tesouro Direto ou ações, enfim, se tem algum conhecimento sobre finanças, fazer o paralelo dos investimentos tradicionais com o mercado financeiro das criptomoedas é um exercício extremamente interessante para aprendizado e construção de patrimônio.

A cotação da criptomoeda Bitcoin vem aumentando ao longo de 2017 e está em R$ 8.824,00 no momento em que escrevo este texto. É bem verdade que chegou acima dos R$ 9.000,00 há algumas semanas, mas a trajetória parece ascendente, apesar das oscilações.

Junto com as criptomoedas mais recentes, como a Ethereum, além da crescente aceitação da tecnologia blockchain e cobertura do governo, as carteiras para criptomoedas são agora mais necessárias que nunca.

As dez carteiras listadas aqui são populares, e cada uma vem com uma série de prós e contras que dependem da preferência dos usuários.

Case

Case é uma carteira de hardware de criptomoedas que permite a autenticação biométrica, uma das melhores proteções para as suas criptomoedas.

A carteira Case suporta transações bitcoin através de um dispositivo de autenticação multi-fator e um requisito de 2 de 3 assinaturas para fazer a transação para a cadeia de blocos.

As três assinaturas são sua impressão digital, a assinatura da empresa e uma terceira assinatura que você pode usar no caso de sua carteira se tornar comprometida ou precisar recuperar sua chave.

UberPay Wallet


UberPay foi projetada para aumentar a facilidade de conversão entre várias criptomoedas, altcoins, ouro e prata.

O resultado de uma tecnologia mais fácil de usar é uma maior taxa de adoção entre os usuários. O fácil uso do dia-a-dia é essencial para a adoção generalizada de criptomoedas, e a UberPay está fazendo desse futuro uma realidade.

Mist


Mist é uma carteira Ethereum de software que permite comprar Ether com Bitcoin ou (se você mora nos EUA) um cartão de crédito.

A Mist foi adaptada para permitir que os "smart contracts" (regras que definem ações automáticas na cadeia de transações blockchain) sejam feitos diretamente na interface.

A Mist permite que você gere contas e copie seu endereço público para pagamento com um único clique.

Além disso, a Mist usa uma GUI (Graphical User Interface) em vez da linha de comando, por isso é mais fácil de usar.

Exodus


A Exodus é a primeira carteira de software de desktop a ter a exchange ShapeShift incorporada na interface para permitir uma rápida conversão entre várias altcoins e criptomoedas (comprar Ethereum com Bitcoin, por exemplo).

Além de ter a integração ShapeShift, o Exodus é uma carteira multimercado e permite que você armazene suas chaves privadas em uma aplicação com uma interface de usuário personalizável.

Jaxx – Ice Cube

A Jaxx estabeleceu sua marca, permitindo suporte a várias plataformas com sua carteira de criptomoedas. A Jaxx adicionou suporte de integração para ShapeShift e oferece aos usuários uma carteira de moeda múltipla para a qual possuem as chaves privadas.

A empresa anunciou o "Ice Cube", que é uma carteira de hardware com uma câmera e um chip celular para transmitir transações que nunca se conectam à internet.

O Ice Cube é resistente à água e ao fogo. O Ice Cube é pequeno e também pode ser armazenado em um cofre ou caixa de segurança.

TREZOR

TREZOR é uma carteira de hardware multi-criptomoeda líder no setor. A TREZOR combina uma configuração fácil com um token pequeno e durável para autenticar e armazenar cryptomoedas.

O token também pode atuar como uma chave de segurança para o novo processo de autenticação U2F.

Coinbase


A Coinbase estabeleceu um considerável intercâmbio de criptomoedas, uma carteira Bitcoin e Ethereum e é acompanhada em mais de 30 países.

A Coinbase gerenciou mais de US $ 6 bilhões na transferência de criptomoedas e é líder da indústria para troca de criptomoedas.

No Brasil várias operações são limitadas na plataforma. Não consegui comprar Bitcoins, por exemplo.

Ledger Nano S


O Ledger Nano S é uma carteira de hardware multissetorial de criptomoedas que se parece com um pen drive dobrável.

O Ledger Nano S se conecta através de um cabo USB e requer interação com o dispositivo para confirmar as transações. A Nano S também é compatível com autenticação U2F para uso com outros serviços.

Mycelium


Mycelium é uma carteira de criptomoedas multissetorial ativada via sistema Android que foi testada por centenas de milhares de usuários.

A Mycelium está a caminho de se integrar com uma variedade de provedores de serviços terceirizados para trazer aplicativos novos e emergentes para um campo de utilidade que só pode ser alcançado com a funcionalidade nativa e um alto grau de confiança do usuário.

A Mycelium também possui carteiras de hardware e está trabalhando para promover o desenvolvimento de aplicativos descentralizados (DApps).

Electrum


Electrum é uma carteira de software que foi projetada para oferecer aos usuários a liberdade de gerenciar seus fundos e chaves privadas de forma segura.

A Electrum permite que você armazene suas chaves privadas offline e se integre com algumas carteiras de hardware como TREZOR ou Ledger.

A Electrum utiliza servidores descentralizados para garantir um tempo de inatividade mínimo ou nulo.

Conclusão

Se você pretende iniciar no mundo das criptomoedas, uma das coisas mais importantes que você precisa saber é como funciona uma carteira.

A carteira é sua garantia de propriedade da criptomoeda, sendo que, para máxima segurança, é recomendado que use uma carteira local, via software ou hardware, como várias das carteiras listada aqui.

As opções online são bastante convenientes para realizar operações, mas devem ser usadas como passo intermediário das transações, cujo resultado final deve ser transferido para uma carteira local.

Você vai ver mais conteúdos sobre Bitcoin por aqui de agora em diante, e caso tenha dúvidas ou queira saber mais sobre o assunto, deixe seu comentário que ficarei feliz em responder.

E se quiser trocar ideias sobre o tema, venha para o nosso grupo Whatsapp.

Christian Guerreiro

Professor por vocação, blogueiro e servidor público por opção, amante da tecnologia e viciado em informação.


Ensino a distância em Tecnologia da Informação: Virtualização com VMware, Big Data com Hadoop, Certificação ITIL 2011 Foundations e muito mais.


Suporte o Tecnologia que Interessa!

Você acha que as informações compartilhadas aqui são úteis?
Então me ajude a produzir ainda mais e melhores conteúdos!


É muito fácil. Basta divulgar nossos treinamentos pra alguém que conheça!


E se for de Salvador, podemos estruturar um curso presencial para sua empresa!

Eu vou ficar muito grato (e quem fizer os curso também :)!