O NSS Labs comparou 12 dos antivírus mais populares (que agora estão chamando de Endpoint Protection – meh) e testou especificamente o bloqueio para ataques de phishing. Os resultados são surpreendentes, com a Trend Micro vencendo a batalha com 92% de eficácia, seguida de perto pela Kaspersky com 85% eo resto não vai além de um distante 64%.

E não é só isso, eles foram além, e disseram que o navegador é realmente uma linha de frente melhor contra ataques de phishing, testando quatro navegadores populares, que atualizam a proteção contra phishing duas vezes mais rápido que as soluções Endpoint Protection: cinco horas em vez de 10, em média. 


Uma coisa curiosa é que, segundo o Windows Security, havia 12 produtos testados, um dos quais o Microsoft Security Essentials, mas que está misteriosamente ausente de todos os gráficos. Seria só um erro, ou existem razões mais sinistras para isso ? Olhando agora, o texto indica 11 soluções testadas. Mistério…


Eis algumas das principais conclusões e recomendações:
  • Quase 90% dos consumidores não são adequadamente protegidos contra phishing por produtos Endpoint Protection (EPP). A eficácia dos produtos na proteção de phishing varia de 3(!) a 92%;
  • Os usuários finais devem usar navegadores atuais como uma primeira linha de defesa contra ataques de phishing. Invista tempo na compreensão dos ataques de phishing e mude seu comportamento para evitar se tornar mais uma vítima.