Numa manobra controversa, a AT&T, através do seu programa Sponsored Data, está permitindo que empresas “patrocinem” o consumo de dados dos usuários, de forma que os dados trafegados que estejam relacionados aos serviços fornecidos pela empresa patrocinadora não entram na conta do cliente no fim do mês.
Algumas empresas estão usando este programa da operadora americana para oferecer apps e, claro, propaganda a usuários interessados em economizar no consumo de dados. Empresas do mundo cinematográfico podem oferecer trailers gratuitos e companhias de seguro podem oferecer vídeos instrucionais, por exemplo. Por enquanto, os gigantes do mercado não estão envolvidos (diretamente) neste tipo de programa, mas no futuro próximo…
A iniciativa da AT&T despertou discussões éticas em torno da possibilidade de que empresas com capital suficiente possam usar o programa para controlar o acesso de usuários móveis a diversos serviços e, pior, comprometer a inovação, sufocando empresas sem capital e impedindo que seus conteúdos alcancem o consumidor.
Não sei como o Marco Civil brasileiro trata a questão, mas tenho plena convicção de que é necessário estar atento a este tipo de situação, pois seria um risco alto para a neutralidade da internet. No caso americano, o programa é viabilizado pelo fato de que a neutralidade não se aplica a redes wifi privadas.
E você, o que pensa a respeito ?
Via GigaOM.