Big Data | Ciência de Dados | Inteligência Artificial | Machine Learning

Já imaginou ter toda a complexidade do universo da inteligência artificial descomplicado em apenas uma página?
Pois é exatamente isso que o “Demystifying AI” propõe, através da imagem acima.
Quer saber quais os tipos de processo de aprendizado de máquina? Tá lá!
Os fundamentos para o processamento de dados visando aplicação de algoritmos de IA? Tá lá!
Os algoritmos mais usados, mais comuns? Tá lá!
Os tipos de inteligência artificial (sim, são três tipos!)? Tá lá!
Como integrar processos ágeis e DevOps com IA? Tá lá!
Enfim, é tanta informação numa única página que nem consigo relacionar tudo aqui 🙂
Via @KirkDBorne

Você sabia que a Netflix economiza mais de um bilhão de dólares graças aos seus algoritmos de machine learning?
A empresa descobriu que apresentar recomendações personalizadas aos assinantes do serviço era de 3 a 4 vezes mais efetivo que apresentar apenas uma lista das séries mais populares.
Com isso, o investimento em novas produções (6 bilhões de dólares somente em 2016) pode ser direcionado para produções que tenham audiência relevante.
Lembrando que, se somente as séries populares fossem exibidas para todos, muitas séries não teriam audiência pelo desconhecimento dos assinantes, e não pela falta de interesse.
Confira a história completa aqui.

Virtualização | VMware | Cloud

A Google anunciou novas integrações de código aberto para concorrer com AWS. As parcerias com empresas de análise e gerenciamento de dados de código aberto visa integrar seus produtos ao Google Cloud Platform e oferecê-los como serviços. Empresas como Confluent, DataStax, Elastic, InfluxData, MongoDB, Neo4j e Redis Labs estão na lista de novas integrações. Mais detalhes aqui.

Saiba mais...  100 questões que você precisa responder sobre o alinhamento TI-Negócio #ITIL

 

Windows | Microsoft | Azure

Você alguma vez já trabalhou com o Azure Machine Learning Studio?
O pessoal do @msdevbr publicou um tutorial que mostra como é simples criar, testar e publicar um experimento baseado em modelos de machine learning como serviço na web.
Taí uma ferramenta que todo cientista de dados devia conhecer!
Bom trabalho Microsoft!

Ciência | Inovação

Uma das coisas mais legais que vi recentemente foi a ascenção do que vou chamar de “sites aplicativos”.
São sites com uma proposta de interatividade muito além do padrão da web, com texto, imagem e vídeo basicamente.
E não se trata apenas de incluir animações e efeitos 3D, como alguns poderiam imaginar.
Estou falando de criar uma experiência realmente interativa, em que a pessoa consegue ver na prática o resultado que o site aplicativo se propõe.

Um exemplo muito bacana disso é o site “Seeing Theory“.
Nele você aprende probabilidade e estatística de uma maneira interativa, com visualizações agradáveis e didáticas.
Um excelente trabalho do Daniel Kunin que vale muito a pena conferir!