Melhores Práticas para Solução e Prevenção de Problemas
Você chega no trabalho numa segunda-feira “normal”, e antes mesmo que consiga se acomodar, é atropelado por alguém…

O Problema

– Já está sabendo ?
– Sabendo do que ?
– Que está “tudo parado”!
– “Tudo” ?
– Sim, tudo.
Nada como uma descrição vaga de um problema para começar bem o dia, não é mesmo ?

O Diagnóstico

Você investiga e descobre que havia um problema de autenticação com o serviço de diretório, e uma configuração simples (após “longos” minutos pesquisando no site do fabricante) resolve a questão.
Ufa!
Agora posso me acomodar e cuidar do que estava previsto para hoje.
Se a situação acima parece familiar, não é mera coincidência…
Infelizmente, é a realidade de muitos departamentos de TI Brasil (e mundo) afora…
Infelizmente 🙁
Mas onde você quer chegar com isso, Christian ?

Vou te dar uma dica que pode mudar sua forma de pensar a solução de problemas.

Na verdade, esta dica é até mais útil pra prevenir problemas que pra solucioná-los.
Mas que dica é esta, afinal ?

A Solução

A dica pode ser resumida em duas palavrinhas mágicas: melhores práticas (ou “best practices”, como prefiro, pelas razões que já cansei de explicar aqui no blog)
Prevenção é sempre melhor que remediação, você certamente sabe disso.
Mas porque é tão difícil colocar isso em prática ?
Por experiência própria, penso que a dificuldade está no fato de que, frequentemente, queremos fazer o “mais rápido” e não “o melhor”.
Isso significa, pegando o exemplo acima, implantar o serviço de diretório com as configurações “padrão”, sem se preocupar com as recomendações de “melhores práticas” do fabricante.
O resultado disso é uma solução implementada de forma rápida, porém arriscada.
Aliás, análise de risco é algo que muitas vezes passa longe da mente quando você está fazendo implementações.
É ou não é ? Seja verdadeiro com sua consciência…
A boa notícia é que a solução para isso existe, e está ao nosso alcance.
Da próxima vez que for implementar qualquer coisa, pesquise sobre as “melhores práticas” relacionadas.
Quase sempre é possível encontrar documentos de melhores práticas para soluções fornecidas pelos mais diversos fabricantes, e abaixo relaciono alguns exemplos:

A Solução (automatizada)

Melhor que uma solução manual, é uma solução automatizada, né não ?
Então…
Alguns fabricantes já fornecem ferramentas para analisar se a implementação está de acordo com as recomendações deles.
Eu recomendo muito que você teste estas ferramentas, e selecionei algumas logo abaixo:
Analisa configurações de performance, segurança, operação e outras, indicando sua conformidade ou não ao que a Microsoft recomenda.
Analisa as configurações do hypervisor ESXi em relação ao guia de segurança da VMware.

Conclusão

Não é incrível como atitudes simples podem trazer ótimos resultados ?
Incorpore o “modo melhores práticas” de pensar à sua rotina de trabalho, e verá como a quantidade de problemas será reduzida no médio e longo prazo.
E não deixe de compartilhar aqui as melhores práticas que te ajudam a fazer melhor o seu trabalho. Fala aí!